+55 (31) 3372-6374

Publicações

O que são indicadores financeiros

Data de publicação: 22/01/2020

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Quando se decide começar a investir todo conhecimento sobre o setor é fundamental, já que existem várias formas e cada uma delas de adapta a um perfil de investidor.

Os mais arrojados, que desejam atuar no mercado de ações, precisam entender conceitos que estão diretamente ligados à área, como os indicadores financeiros.

Entender sobre como escolher a melhor empresa para adquirir ações, quais os mecanismos que fornecem critérios que facilitam essas escolhas e como beneficiar-se dessas informações são apenas algumas perguntas que os indicadores financeiros podem ajudar a responder.

Entenda o que são os indicadores financeiros
Indicadores financeiros são medidas usadas para identificar o quão saudável é um negócio.

Eles são extraídos a partir dos demonstrativos contábeis, usando-se o saldo das contas para calculá-los.

Eles podem ser divididos em quatro grupos, a saber:
•Rentabilidade – informa o quão rentável são os investimentos de uma companhia, são representados por percentual e seu pode envolver contas de resultado, do Ativo e do Patrimônio Líquido;
•Liquidez– são utilizados principalmente em situações que envolvem contratação de crédito e fornecem dados sobre a capacidade da empresa em pagar suas dívidas, ao relacionar o ativo com o passivo;
•Estrutura de Capital – os indicadores de estrutura de capital podem ser obtido através do cálculo que envolvem contas do Patrimônio Líquido, mais especificamente os que envolvem capital próprio e de terceiros e recursos presentes no Ativo;
•Indicadores de Atividades – são aqueles cujo objetivo é fornecer informações sobre o ciclo de atividades de um empreendimento, o qual pode ser entendido como espaço de tempo que vai desde a aquisição dos materiais até a venda e recebimento ;

Para um melhor entendimento de como os indicadores funcionam, relacionamos alguns com o respectivo cálculo.

Margem Bruta
Busca identificar qual valor é ganho, em lucro, com as vendas.

A margem bruta é importante pois auxilia a conhecer quais produtos são mais lucrativos, permitindo alinhar as estratégias do negócio com base nesse cenário.

Saber qual é a sua margem bruta também é essencial no processo de precificação.

Nem sempre acompanhar os preços concorrência é a maneira mais inteligente para o seu negócio, já que essa prática pode ocasionar prejuízos para o seu negócio ao repassar suas mercadorias por um preço menor do que o preço de custo.

A fórmula para margem bruta é:
Margem bruta =Lucro Bruto / Receita Total . 100
Lembrando que para se obter o lucro bruto deve-se subtrair os custos variáveis da receita total.

EBITDA
Ele é a sigla para o termo em inglês “Earning Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization”,que em tradução livre pode ser entendido como Lucro antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização.

O EBITDA ajuda a ilustrar melhor a performance da organização, principalmente em relação ao fluxo de caixa.

Para que ele seja calculado é necessário primeiro se conhecer o Lucro Operacional, que é formado ao se subtrair da receita operacional líquida os custos e as despesas.

Não leva em consideração nenhuma operação financeira.

Dessa forma, o EBITDA pode ser expresso a partir da fórmula abaixo:

EBITDA = Lucro Operacional antes do Imposto de Renda
Despesas Financeiras + Depreciação + Amortização

Ele também é um índice importante para se conhecer o resultado financeiro da empresa.

Margem de Contribuição
É obtida quando se subtrai do preço de venda os custos, ou seja, ele informa o que fica do preço do seu produto quando são extraídas todas as despesas variáveis.

Então, para que ele seja calculado da maneira correta, é indispensável que exista um bom controle de custos.

Abaixo segue a fórmula que melhor representa esse indicador:
Margem de Contribuição = Preço de venda – Custo de produtos vendidos

Liquidez Corrente
Esse é um índice bastante simples de se calcular, mas que fornece informações muito essenciais.

Antes de explicá-lo, é fundamental conhecer um pouco as contas de ativo circulante e passivo circulante.

No ativo circulante são classificadas as movimentações (bens e direitos) que vencerão no máximo até o exercício seguinte.

Integram as contas ativo circulante:
•conta caixa;
•bancos;
•aplicações financeiras;
•duplicatas a receber.

De forma similar, no passivo circulante devem ser lançadas as movimentações relacionadas à obrigações que a empresa possua e que vençam no máximo até o exercício seguinte.

Fazem parte as contas do passivo circulante:
•contas a pagar;
•fornecedores;
•impostos;
•empréstimos a curto prazo.
Dessa maneira, o que o índice de liquidez corrente busca informar é se a empresa possui valor líquido para honrar suas dívidas a curto prazo.
A fórmula para o índice de liquidez corrente é a seguinte:

Liquidez corrente = ativo circulante / passivo circulante

O resultado apresentado sendo maior do que 1,0, informa que o ativo circulante líquido é positivo, sendo menor ou igual a esse valor é um indicativo que ele é negativo.
Os indicadores financeiros são informações que devem ser acompanhadas por todos aqueles que possuem dinheiro aplicado em ações.

Eles servem para que você identifique como está o desenvolvimento da empresa em que você está investindo.
Através deles, você pode verificar se ela possui capacidade de honrar os compromissos assumidos, para onde está sendo direcionado os recursos e como está a política operacional da empresa.

Além disso, através deles você poderá identificar quais são as empresas mais vantajosas para que você aplique seu dinheiro.

O mercado de ações é uma alternativa interessante para quem deseja aplicar seu dinheiro a longo prazo.

Porém, devido às suas especificidades, é interessante que se acompanhe a situação financeira das empresas em que se aplicou os recursos, com o objetivo de minimizar os riscos envolvidos.

Uma das possibilidades é acompanhando seus resultados através dos indicadores financeiros, que são métricas que fornecem dados sobre a saúde financeira da organização.

Conhecê-los é uma maneira de ter mais controle de seus investimentos.

Mas é importante lembrar que, caso existam dúvidas, será necessário auxílio de profissional experiente, pois fatores como sazonalidade, cenário econômico e tipo de empresa podem influenciar o resultado e a análise dos indicadores econômicos.

Adaptado de: Quero Investir (https://bit.ly/2tvNsJH)

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



*


Onde Estamos

Rua Turfa, 1052 – Alto Barroca
Belo Horizonte – Minas Gerais.

Nossas redes sociais

Fale Conosco

+55 31 3372-6374 | +55 31 98417-7025